Consultoria alerta que o quadro de oferta do grão deverá ter uma queda expressiva ocasionada pelo bom ritmo de exportações até janeiro do ano que vem; produtor deve guardar o grão.

Os produtores brasileiros devem se preparar para uma possível crise de escassez do milho já no próximo ano, é o que alerta a consultoria Lansing Trade Group. De acordo com os analistas, o quadro de oferta do grão deverá ter uma queda expressiva ocasionada pelo bom ritmo de exportações até janeiro do ano que vem.

“Neste mês de setembro calculamos que os estoques do Brasil estejam em 25 milhões de toneladas e a demanda mensal pelo grão é de 4 milhões de toneladas. Se  juntarmos essa demanda interna com as exportações, ao fim de janeiro estaremos com os estoques de milho em apenas 2 milhões de toneladas, contra os 5,6 milhões de toneladas que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) está projetando”, afirma o analista Marcos Araújo.

Ele aconselha que o produtor mantenha o grão armazenado, porque novas oportunidades de preços virão. “Não vamos ter preços em patamares recordes novamente, mas em fevereiro os valores estarão bem mais atrativos aos produtores rurais”, sugere.

Fonte: Canal Rural