O laboratório de fitopatologia registrou o primeiro caso de ferrugem asiática na soja em Rio Verde. O caso positivo foi diagnosticado em área comercial e o grão já se encontrava em estágio de enchimento. Com o clima propenso ao aparecimento da doença, o momento agora é de constante monitoramento.

De acordo com o fitopatologista Hércules Campos, a indicação da presença do fungo mostra que a doença está instalada no município. “Este é o indicativo de que a ferrugem asiática chegou e com o avanço da colheita ela pode se disseminar mais rápido”, afirma.

 A possibilidade da doença aparecer com maior frequência agora já é um fato e a recomendação é que os produtores que possuem sojas mais novas fiquem atentos. Outra medida preventiva de extrema importância é a realização das aplicações de fungicidas o quanto antes, respeitando os intervalos recomendados. “O produtor que não fizer a correta utilização dos fungicidas poderá ter danos, principalmente nas sojas que estão em fase produtiva”, diz Campos.
Fonte: Agrolink