Preço da saca do milho sobe quase 100% no Mato Grosso

A quebra de aproximadamente 6 milhões de toneladas de milho no Mato Grosso segue a pressionar os preços no mercado interno. Nos dois primeiros dias de agosto a saca registra uma média de R$ 30,77, superior aos R$ 15,85 constatados no mês em 2015. A demanda pelo cereal no mercado interno segue aquecida, visto a busca dos produtores de carne para garantirem a disponibilidade do insumo para a fabricação de ração.

A saca de 60 quilos de milho em Mato Grosso apresenta na manhã dessa terça-feira, 02 de agosto, uma variação de R$ 28,45 em Ipiranga do Norte e R$ 34,85 em Alto Araguaia.

Os preços do milho desde o início julho voltaram a apresentar um movimento de alta em Mato Grosso diante a demanda interna aquecida.

Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), as cotações do cereal começaram a inverter sua direção na primeira semana de julho, quando os preços bateram a mínima de três meses de R$ 27,41 a saca. Ao longo do mês os preços apresentaram alta contínua, fechando em R$ 30,28 na última semana.

“Apesar de a expectativa das exportações deste mês estar abaixo do que se viu em anos anteriores, a demanda pelo cereal permanece aquecida internamente. Os produtores de carne estão comprando o cereal para garantirem a disponibilidade do insumo para fabricação de ração, e este movimento de compra está sendo o principal impulsionador dos preços do milho”, pontua o Imea.

Fonte: Agro Link